A EPIDEMIA MEDICAMENTOSA

A epidemia no uso excessivo e abuso de medicamentos prescritos, levou muitos grupos de saúde a reconsiderar o valor de uma abordagem conservadora para condições comuns, como dor lombar. 

O American College of Physicians (ACP), a maior sociedade de especialidades médicas do mundo, atualizou suas diretrizes de tratamento da dor lombar em 2017 para apoiar uma abordagem conservadora do atendimento e mencionam o ajuste da coluna vertebral como uma opção de terapia não invasivas e não medicamentosa para tratar a lombalgia. 

As diretrizes afirmam que somente quando esses tratamentos proporcionam pouco ou nenhum alívio, os pacientes passam a usar medicamentos anti-inflamatórios ou relaxantes musculares, que, segundo pesquisas, indicam efeitos limitados de alívio da dor. 

De acordo com a ACP, os medicamentos prescritos devem ser o último recurso para aqueles que sofrem de lombalgia, pois o risco de dependência e overdose pode superar os benefícios.      

Atualmente a Quiropraxia é a maior profissão natural no mundo. Isso se deve à crescente consciência mundial sobre cuidados com a saúde. Cada vez mais pessoas optam por esse tratamento alternativo, que não faz uso de drogas, tem uma boa relação custo-benefício, e principalmente com resultados clínicos comprovados. 

Não perca tempo. Agende uma avaliação. Você merece!